O que é Mura e Por Que Você Precisa Removê-lo

Mura é o desperdício de desigualdade. Um processo de trabalho imprevisível e caótico é caro. Aprenda como identificar e como removê-lo pela raiz.

Introduction

O Lean se trata da entrega de mais valor para o consumidor . Para manter seus clientes felizes, você precisa estabelecer um ritmo estável de entrega de valor.

Um erro comum que os gerentes lean iniciantes cometem é se focar estritamente na remoção do Muda (os 7 desperdícios do Lean).

No entanto, eles têm dificuldade de entender que a falha de manter um ritmo estável de trabalho causa muitos dos desperdícios de processo.

A desigualdade é um grande desperdício por si só no Lean. Conhecida como Mura, ela pode perturbar o fluxo de trabalho da empresa, até mesmo no nível global, se não for acompanhada.

O que é Mura?

Mura é o desperdício da desigualdade ou inconsistência. Dependendo do seu contexto, ele pode ter mais de uma manifestação.

Mura é a conjunção da sobrecarga de alguns recursos enquanto outros esperam ou da alternância entre períodos de sobrecarga e de subutilização do mesmo recurso.

Um pré-requisito típico da desigualdade é a inabilidade de suavizar seu processo e criar um takt balanceado. Como resultado, seu time tenta processar, o mais rápido possível, um grupo após o outro, com pouca atenção sobre como seu processo gerenciará essa carga.

Consequentemente, seu processo se torna menos previsível e enfrenta dificuldades na entrega de valor em um ritmo constante.

O Efeito “Stick” de Hóquei

Um exemplo claro de desigualdade no processo de trabalho é o Efeito “Stick” de Hóquei.

Hockey Stick Effect

É uma visão comum em times de qualquer tipo (p. ex., marketing, desenvolvimento, QA, etc.) que estão tentando atingir algum tipo de objetivo.

Por exemplo, um time de desenvolvimento de software que executa planos Scrum para lançar 10 novos recursos em seu próximo sprint, que será, por exemplo, de 4 semanas. Eles enchem o backlog e começam a processar uma tarefa após a outra.

Sabendo que possuem muito tempo à frente, eles começam a trabalhar casualmente, apertando o passo com o passar dos dias. No começo da última semana, o time percebe que está atrasado no cronograma.

Como resultado, nos próximos dias, cada membros faz mais esforços e, com o custo de horas extras e muito estresse, eles conseguem terminar o sprint com sucesso (no melhor caso).

Devido à fatiga que eles acumularam durante a quarta semana, no começo do próximo sprint, eles começam devagar novamente e o ciclo se repete.

O efeito “stick” de hóquei pode causar Mura no contexto de que não há limites regulados da quantia de trabalho que pode ser processada simultaneamente.

Identificando o Mura

Há duas maneiras principais de identificar desigualdade no seu processo ao aplicar o Lean:

  • Visualizando seu fluxo de trabalho em um quadro Kanban.
  • Medindo sua estabilidade de processo com um diagrama de fluxo cumulativo.

Descobrindo seu fluxo de trabalho com o Kanban

A visualização do seu fluxo de trabalho é um primeiro passo lógico para a localização de desigualdade no seu processo. A principal ferramenta para isso é o método Kanban.

Ele permite que você mapeie seu fluxo de trabalho em um quadro dividido por colunas que representam cada passo no seu processo. Quanto mais detalhado ele for, mais você entenderá sobre a quantia de Mura que você possui em seu processo.

Como toda tarefa que seu time executa é hospedada em um cartão Kanban, você pode ver claramente quanto trabalho está em progresso e onde ele há bloqueios. Como resultado, você será capaz de identificar áreas problemáticas e agir para lidar com a desigualdade.

A arma mais poderosa no arsenal do Kanban para lidar com o Mura é a habilidade de colocar limites na quantia de trabalho em progresso, ambos, globalmente e para qualquer estágio em particular do seu fluxo de trabalho. Desta maneira, você pode garantir um fluxo constante de tarefas e prevenir desigualdade.

No entanto, o estabelecimento de limites de WIP adequados é uma tarefa complicada e somente olhar para seu quadro Kanban pode não ser suficiente.

Diagrama de fluxo cumulativo para a estabilidade ótima do processo

A melhor maneira de obter um bom entendimento da estabilidade do seu processo é desenhando um diagrama de fluxo cumulativo.

Cumulative Flow Diagram
Diagrama de fluxo cumulativo

Cada faixa no diagrama é uma representação de um estágio no seu fluxo de trabalho. Como as faixas progridem com o tempo, você precisa monitorar sua largura. Se todas as bandas no seu diagrama de fluxo cumulativo (exceto pela última) estão progredindo em paralelo, então seu progresso é estável e você não possui problemas aparentes de Mura.

No entanto, se a distância entre os estágios varia, então você tem trabalho a fazer. Faixas mais largas representam estágios onde o trabalho chega mais rápido do que o seu time pode processá-lo e, portanto, esses passos do seu processo se tornam gargalos.

Com essa informação em mãos, você pode chegar a uma conclusão prática de onde precisa colocar limites de WIP adicionais para manter seu processo rodando a todo momento ou aumentar a capacidade para aliviar um gargalo.

Lidar com o Mura no nível de time é a parte mais fácil. No entanto, quando toda a sua organização possui um problema de desigualmente, as coisas são mais complicadas.

Portfólio Kanban para Lidar com Mura no Nível da Empresa

Para muitos líderes, lidar com a desigualdade no nível de time é o suficiente para se livrar do Mura.

No entanto, o estabelecimento de takts estáveis no seu departamento não é uma garantia de que o processo da sua empresa será mais estável. Embora os times trabalhem mais eficientemente, eles podem facilmente se tornar gargalos para outros.

Por exemplo, digamos que seu time de desenvolvimento possui uma capacidade X e um fluxo de trabalho estável. Seu time de QA possui uma capacidade Y que é < que X e não possui problema com Mura. Os desenvolvedores empurrarão mais trabalho do que os oficiais de qualidade podem processar e, embora ambos os times sejam eficientes sozinhos, seu processo geral de desenvolvimento será desigual.

A solução? Definir limites de WIP no nível de Portfólio.

Este pode ser um desafio sério se você não conseguir conectar os níveis diferentes do seu processo em uma única imagem. A resposta está no método Portfólio Kanban, que é uma abordagem menos conhecida do Kanban, desenvolvida para a implementação global.

Portfolio Kanban Implementation

Divisão do Trabalho no Portfólio Kanban

Com a sua ajuda, você pode criar vários níveis de quadros Kanban conectados uns com os outros. Como resultado, ao dividir as iniciativas da empresa (ou qualquer coisa maior que as tarefas do time, para ser mais preciso), você pode obter uma visão clara da igualdade do seu processo.

Você terá uma visão concisa de como seus times estão colaborando e será capaz de aliviar qualquer desigualdade no seu processo, assim que se tornar evidente.

Resumindo

Mura é um grande desperdício na gestão Lean que pode danificar seriamente sua empresa se não for resolvido. Ao manter um fluxo de trabalho estável, você pode atingir:

  • Um ritmo mais estável de entrega de bens para seus consumidores.
  • Um melhor uso da capacidade dos seus funcionários.
  • Uma colaboração efetiva entre diferentes times.

A seguir